Registro de Imóveis e Anexo de Itapevi

Histórico

Itapevi vem do Tupi e significa "Rio de Pedras Chatas”, do tupi, itá-peb'y: Rio das itapevas, rio das lajes, das pedras chatas, de itá-peba (pedra chata, laje) e 'y (rio, águas). É também conhecida como "cidade dos telhados novos", "cidade das rosas", ou como pode-se ler na parede da estação de trem do municipío, "cidade esperança".

A formação do vilarejo começou por volta do século XVIII, existindo no município uma casa bandeirista construída por volta de 1720. A família mais antiga, provavelmente, é dos Abreu.

Em 10 de julho de 1875 foi inaugurada a Estação de Cotia da Estrada de Ferro Sorocabana (EFS), em torno da qual se formou o núcleo central de Itapevi. Com a estação ainda com o nome de Cotia e a própria sede do município chamada de Vila Cotia, criavam-se, porém, enormes confusões notadamente no serviço de correios e telegramas para entrega de correspondências, com dificuldade para localização dos endereços em Itapevi.

Em 1940 chegava em Itapevi o empresário Carlos de Castro que, sabendo que a familía Nunes tinha pretenções de vender as terras que pertenceram a Joaquim Nunes (que falecera em 1941), adquiriu vasta gleba de terra, dando origem ao loteamento do Parque Suburbano e Jardim Bela Vista. Foi a partir daí que se acelerou o processo de urbanização do local. E foi Carlos de Castro, juntamente com outros moradores do distrito, como Américo Christianini, Cezário de Abreu, Bonifácio de Abreu, Rubens Caramez, Raul Leonardo, José dos Santos Novaes e tantos outros, que deu início ao processo de emancipação do município. No plebiscito realizado em 1958, cerca de novecentas pessoas optaram pela emancipação, contra apenas trinta que não desejavam a autonomia. Naquele mesmo ano foi formalizada pelo governador Jânio Quadros a lei que criava o município de Itapevi instalado oficialmente só no ano seguinte em 18 de Fevereiro de 1959 pelo governador Carvalho Pinto.

O município se localiza nas coordenadas 23°32'56" S, 46°56'03" W, a 37 Km da capital de São Paulo. Está limitado pelo município de Santana de Parnaíba ao norte e noroeste, Barueri a nordeste, Jandira a leste, Cotia ao sul e sudeste, Vargem Grande Paulista a sudoeste e São Roque a oeste.[1] De acordo com dados divulgados pelo IBGE[2],  até bem pouco tempo, Itapevi agregava uma população da ordem de 200.769 habitantes, contemplando uma área de 83 Km2. Hoje estima-se que a população supere a casa dos 250.000 habitantes. De acordo com a Prefeitura de Itapevi, o território do município foi todo ele declarado como urbano, apesar de se constatar nos registros a existência de verdadeiras “ilhas rurais”, que ainda se mantêm, graças à destinação dada por seus proprietários.